prof.mat banner
Icone Instagram

SOLANGE FERREIRA DOS SANTOS

Por Kelly Cristina Silva Prado Actualizado en 24/04/23 11:33
AUTOR: SOLANGE FERREIRA DOS SANTOS
TÍTULO: O Uso do Tangram como Proposta no Ensino de Frações
ORIENTADOR:  Profa. Dra. Adriana Aparecida Molina Gomes
DATA DE APROVAÇÃO: 02/12/2019

 

Resumo:

Algumas pesquisas apontam dificuldades dos alunos em aprender sobre os números racionais, especialmente em sua forma fracionária. A partir disso, visando um ensino de frações que tenha maior significado para o aluno e contribuir para a superação de tais obstáculos, pensou-se no uso do material manipulável, Tangram, como proposta para este ensino. Neste sentido o objetivo principal deste é apresentar uma sequência didática voltada para o ensino e a aprendizagem de frações tendo como foco o Tangram como material manipulativo. Nesta sequência procurou estabelecer relações entre as peças do quebra-cabeça e o conceito de fração, equivalência, comparação e as operações. Procurou-se conhecer um pouco da história das frações no antigo Egito e as necessidades da sociedade da época que levaram a construção desse conceito. Realizou-se também um estudo teórico sobre a construção do Conjunto dos Números Racionais sobre duas perspectivas, a geométrica e a algébrica. Pesquisou-se ainda sobre as dificuldades de ensino aprendizagem em fração e sobre a importância do uso do material manipulativo para uma aprendizagem significativa. Neste sentido, tem-se como hipótese de que o ensino e aprendizagem de frações pode ser melhorado, aprofundado e compreendido quando se utilizam materiais manipulativos em sala de aula como, por exemplo, o Tangram. Entende-se que este quebra-cabeça, quando bem utilizados, pelo professor, pode contribuir muito para a apropriação e formalização dos conceitos fracionários. Sendo assim, espera-se que este trabalho possa contribuir para a pesquisa e construção de uma proposta para o problema de ensino e aprendizagem de frações e, ao mesmo tempo ser útil para os professores, enquanto consulta para o trabalho em sala de aula. E que as tarefas realizadas com o auxílio de materiais manipulativos, especificamente o Tangram, possam instigar a curiosidade e contribuir para com o desenvolvimento do pensamento fracionário, a abstração, a criatividade, a percepção espacial e a concentração do aluno, pois o uso do material manipulável pode, contribuir de forma significativa não só para o aprendizado do aluno, mas também para a formação docente.

Logo Sophia BIBLIOTECA WEB DA UFJ